quarta-feira, 30 de março de 2016

O mundo é seu !!!







Não se perturbe.

diante do fracasso de ontem,

mire-se na certeza de hoje.



Diante da solidão de agora,

a solidariedade de sempre.



Diante da falta disso ou daquilo,

o esforço de mais um tanto no trabalho.



Diante das injustiças do mundo,

a serenidade de quem sabe que é inocente.



Diante da pobreza dos bens materiais,

a riqueza dos bens imortais da alma.



Diante dos problemas de saúde,

a serenidade para mudar hábitos.



Diante do relacionamento fracassado,

humildade e amor para perdoar.



Diante do talento desperdiçado,

oportunidade de recomeçar.



Diante da noite escura,

uma pequena estrela para iluminar.



Diante do que parece sem saída,

uma prece, uma oração sentida.



Diante da vida, renovação

Diante dos outros, humildade,

Diante dos mais velhos, respeito,

Diante dos jovens, admiração,

Diante do próximo, consideração.

Diante do espelho, amor, muito amor.



Ame-se, respeite-se, envolva-se com o bem.

Não caia na ilusão fácil do consumir,

não se abata diante das tempestades,

em cada crise uma oportunidade,

em cada dor uma reflexão,

em cada novo dia, uma nova chance.



Recomece agora, enxugue qualquer lágrima,

assim como o sol saiu e já aquece a Terra,

o mundo está esperando por si,

pode até não ser como você queria,

mas é lindo estar aqui, e ter a sua companhia.

O mundo é seu, todo seu!




terça-feira, 8 de março de 2016

Homenagem às Mulheres







No princípio, quando o Grande Arquiteto estava materializando o universo, os dias contemplados para a Sua Obra estavam chegando ao final, Ele já havia manifestado todas as benesses da Sua prodigiosa imaginação e, para tanto, tinha se exaurido de todos os materiais e ferramentas que alocara para tão magnânima tarefa.



No entanto, ainda Lhe faltava mais um elemento de Sua Construção, era a Mulher. Mas, como já havia findado seus recursos, o Ser Supremo viu-se frente a um dilema sobre como proceder para materializar a última peça do Seu Magnum Opus.



Felizmente, um anjo que lhe assessorava, aproximou-se e cochichou algumas palavras ao Seu ouvido e, naquele momento, Deus fitou-lhe com um olhar que apenas Sua gratidão poderia exprimir e, simultaneamente, começou Seu trabalho para criar a Mulher e, para tanto, coletou os seguintes atributos que estavam disponíveis no Seu universo e foi formando o novo ser com...



A perfeita curvatura da lua, as sinuosas linhas das pétalas de rosas, a constante vibração das cascatas, a fineza do vôo do condor, a delicadeza de uma borboleta, a leveza dos flocos de neve, o florescer da natureza primaveril, a alegria dos girassóis, as lágrimas do orvalho da manhã, a imprevisibilidade do vento, a euforia dos cães, a timidez dos coelhos, a vaidade do pavão, a suavidade do peito dos pássaros, a vivacidade dos gatos, o brilho e a firmeza do diamante, a doçura do mel, o ardor do leão, a tristeza da escuridão, a solidão dos lugares inóspitos, a caridade da natureza, a virtude do sol, a sabedoria das plantas, a coragem da águia e, nesta formação, adicionou à estrutura a chama cálida do fogo, o frio estável das geleiras e a firmeza da terra.



Depois, começou a formatação física desenhando o rosto com a forma da lua, a testa como um arco de flecha, as sobrancelhas como folhas de cinamomo, os olhos infinitos como os dos peixes, o nariz como uma flor de sésamo, os lábios carnudos e deliciosos como a fruta do mango, o queixo firme como um arrecife, o pescoço modelado como uma concha, a cintura fina como as leoas, os braços firmes e suaves como galhos de árvore nova, os seios perfeitamente modelados como a simetria das laranjas, as pernas rijas e sinuosas como os cipós, os dentes reluzentes como brilhantes, os cabelos longos e macios como plumas, mãos firmes e delicadas como violetas, pés seguros e confiantes como os lobos e acrescentou o caminhar com a graça e a suntuosidade de um galo, a voz harmônica como o canto dos pássaros e os toques gentis como a brisa do verão.



Ademais, mesclou dosagens equivalentes de sensualidade e espiritualidade, crença e inteligência, formas graciosas e sentimentos sutis e, como amálgama de coesão, agregou rios de fé, mares de esperança, oceanos de amor até que, finalmente, de tão satisfeito e eufórico que estava com Sua própria obra, outorgou à Mulher o mais augusto de todos os atributos, o poder de ser o Gênesis da Humanidade.



Então, após concluir a ultima peça de Sua Venerável Obra, Deus, e o Anjo que a tudo assistia, olharam-se com visões que são inexprimíveis por meio de palavras, mas que preencheram todo o infinito com as mais augustas moléculas.



Finalmente, Deus regalou à Sua última criação o Sopro da Vida e a presenteou ao mundo enquanto sussurrava ao universo a seguinte máxima: “a Mulher é uma benção que fiz ao Homem e o Homem é uma benção que fiz à Mulher”



PARABÉNS a todas as mulheres pelo DIA INTERNACIONAL DA MULHER!!!



Com amor e carpe diem,



Tadany


Cargnin dos Santos, Tadany. Homenagem às Mulheres. www.tadany.org®

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Ana Moura - Dia De Folga

 
 
 
 
Mais um maravilhoso trabalho de Ana Moura
 
O seu novo Álbum "Moura"
 
 
 
 
 

sábado, 12 de dezembro de 2015

Estamos sempre a tempo de...

 
 
 
 


 

Escolhi este título porque a vida é feita de recomeços.
A imagem escolhida é uma das que vislumbro todos os dias
porque o mar é uma das minhas paixões.


Nele me refúgio, nas suas ondas deixo partir a minha dor
e a ele baixinho sussurro quem sou...

Acreditem que é sempre possível recomeçarmos!
É possível recomeçar sempre desde que queiramos
e acreditemos que somos capazes.
Se nos reencontrarmos dentro de nós tudo é possível.
Deus deu-nos esse poder.
Está em nós, no centro do nosso peito.
É irmos lá e acreditarmos: Eu sou capaz!


Vou, a partir de hoje viver uma nova vida, escrever algumas linhas,
do meu sentir, da minha dor, do meu amor pelas coisas e pelas pessoas.


Os amores perdidos, os amores reencontrados ou sonhados.

Não sei quem me vai ler, também escrevo isto para mim,
para me refugiar e afogar aqui sentimentos, versos e dores e alegrias.


Quero olhar-me nas minhas águas e ver alguém com sorriso nos lábios,
um olhar transparente e ter uma rosa nas mãos quando me encontrar...


Uma rosa vermelha com o ardor da paixão, a paixão pela Vida.

Resolvi dizer adeus à dor e recomeçar, sem ressentimentos, sem culpas.
Digo adeus ao passado e caminho em direcção ao futuro
com o vazio de felicidade a bater-me no peito!


Quero ir e nunca mais voltar, não posso parar, nem olhar para trás, o tempo
foge-me e vou fazer força para nada lembrar... nada pensar...
nem aquela parte de mim que foi mais magoada.



Quero esquecer e recomeçar, fazer da minha vida um pedaço de amor,
um pedaço de Amor Universal, mais do que dor...
Existem situações na minha vida que não têm reversão,
nem perdões porque não existem culpas.


Fiz um adeus sentido, um adeus amargo e hoje sinto-me
preparado para voltar a sonhar.


Cada dia será um novo amanhecer,
cada dia o Sol se recolhe para dar lugar à Lua.
Raramente se encontram mas amam-se
e quando se encontraram fazem desse dia algo inesquecível,
acontece o eclipse do Sol!
Algo belo e intenso!
É assim que quero para mim... algo de forte e estável!


É assim que eu quero viver cada dia,
fazer de cada momento um eclipse de amor e sonho!


Hoje é o primeiro dia deste recomeçar...
por isso recomeço hoje a viver de novo e início aqui uma linha de
pensamento em que as palavras serão de esperança... de amor...
e por vezes de dor disfarçadas com um sorriso!
É uma nova Vida que emerge em mim, uma vida de Amor, só de Amor.
É nisto que acredito.



José Pinto Cardoso
 
 



 

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Hoje apetece-me fugir…






Ir para bem longe, para um local onde ninguém me conhecesse, onde pudesse estar contigo sem quaisquer intromissões.

Gostava de poder ter-te só para mim… Sabendo que ninguém é de ninguém.

Gostava de ter-te como tantas vezes te tive, gostava de te sussurrar ao ouvido as palavras que escrevo.

Gostava de poder vir a uma varanda com vista para o mar e deixar o vento levar a palavra amo-te para bem longe, para tão longe que chegasse aos ouvidos de todos.

Gostava de gritar ao mundo que o meu amor és tu, que te amo e não há nada melhor do que isso.

Gostava de fazer entender que és tudo para mim, que sem ti a vida não tem sentido porque não tem com quem compartilhar o mundo que os teus olhos reflectem.

Hoje, tenho desejos de ti.

Desejos de te fazer feliz, de te fazer sentir a inocência dos 15 anos, daquele amor tão lindo e tão natural.

Hoje, desejo-te como te desejo todos os dias.

Hoje gostava que me abraçasses e ficasses comigo a ver o dia dar lugar à noite e depois, quando o frio já se fizesse sentir, fosses comigo para a cama e me abraçasses novamente até adormecer e quando acordássemos, tomássemos o café da manhã, aquele que deixaríamos esfriar na mesa…

Hoje o meu mundo é feito de sonhos contigo, hoje tenho desejos e gostava de muita coisa e a única coisa que me deixa ter um sorriso nos lábios é a certeza de que os meus desejos são os teus.

Mais uma vez, hoje mais que ontem e muito menos do que amanhã:

Amo-te meu amor perfeito!
 














INIMIGOS OCULTOS









Mencionamos, com muita frequência, que os inimigos exteriores são os piores expoentes de perturbação que operam em nosso prejuízo. Urge, porém, olhar para dentro de nós, de modo a descobrir que os adversários mais difíceis são aqueles de que não nos podemos afastar facilmente, por se nos alojarem no cerne da própria alma.
Dentre eles, os mais implacáveis são:
          – O egoísmo, que nos tolhe a visão espiritual, impedindo vejamos as necessidades daqueles que mais amamos.
          – O orgulho, que não nos permite acolher a luz do entendimento, arrojando-nos a permanente desequilíbrio.
          – A vaidade, que nos sugere a superestimação do próprio valor, induzindo-nos a desprezar o merecimento dos outros.
          – O desânimo, que nos impele aos precipícios da inércia.
          – A intemperança mental, que nos situa na indisciplina.
          – O medo de sofrer, que nos subtrai as melhores oportunidades de progresso, e tantos outros agentes nocivos que se nos instalam no Espírito, corroendo-nos a energias e depredando-nos a estabilidade mental.
          Para a transformação dos adversários exteriores contamos, geralmente, com o amparo de amigos que nos ajudam a revisar relações, colaborando connosco na constituição de novos caminhos; entretanto, para extirpar os que moram em nós, vale tão somente o auxílio de DEUS, com o laborioso esforço de nós mesmos.
          Reportando-nos aos inimigos externos, advertiu-nos JESUS que é preciso perdoar as ofensas setenta vezes sete vezes, e decerto que para nos descartarmos dos inimigos internos – todos eles nascidos nas trevas da ignorância – prometeu-nos o Senhor: “conhecereis a verdade e a verdade vos fará livres”, o que equivale dizer que só estaremos a salvo de nossas calamidades interiores, através de árduo trabalho na oficina da educação.


Livro: Alma e Coração –  Chico Xavier